origem

Mail me

blogseve@gmail.com

Posts Recentes

Ossian

E por vezes

Liberdade?

Conselhos para todas as f...

Pois...

La femme comme il faut

Da divindade

Dos dias

My Panama Papers

Do vazio

Blogs especiais

Arquivo

Junho 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2015

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Quarta-feira, 26 de Julho de 2006

Teorias. ou O que acontece quando se pensa em coisas que não interessam a ninguém.

Tenho uma teoria.

Não me lembro bem da data em que elaborei esta fórmula infalível, mas penso nela amiúde.

Ou melhor, tenho a oportunidade de confirmar a consistência desta possível lei.

Só não escolhi o nome com que vou registá-la. Ainda.

 

Quando a Maria nasceu, já tinha um nome destinado há quase nove anos.

Há aqui um ligeiro desvio à regra, não vou negar. Mas também tenho justificação para isso. Justificação, não! Uma teoria.

(Agora reparo: são duas teorias, não apenas uma)

 

Teoria 1

A probabilidade de um filho pedir um irmãozinho, aumenta com a idade. Do filho, bem entendido.

... ?

Sim, porque a nossa, a partir de um número à escolha, pára.

(Nem sei por que raio fui acrescentar "Do filho, bem entendido." ... Obriguei-me a disfarçar com um disparate ainda maior. Só me dou trabalho! Não percebo... Adiante.)

 

(E esta até devia ser a última, mas já é tarde para escrever coisas com sentido.)

(E afinal, passa a três teorias.)

 

Teoria 2

O meu próximo filh... Não... vou pôr esta em terceiro. Haja alguma lógica.

 

O nome, ou antes, o tamanho do nome dos filhos é directamente proporcional ao das mães.

Se a mãe tem um nome com muitas letras, o filho terá um nome com muitas letras. E o inverso.

Pensem em nomes de mães e filhos, e vejam se isto acontece, ou não, na maioria das vezes.

Vá, pensem lá, que eu espero.

...

...

Não é? Já viram a coincidên... a infalibilidade da minha teoria?

 

Teoria 3

Esta teoria (a dois)... (e talvez também a teoria 1, não sei. ainda não pensei muito nisso), pode sofrer alterações a partir do segundo filho. Normalmente, só o terceiro tem um nome que pode não obedecer à lei (a tal que ainda não tem nome).

 

No meu caso, por exemplo, confirma-se. A haver um terceiro filho, vai ter um nome maior.

 

E pronto. Era só. Espero que percebam a importância que isto, no fundo, tem para todos nós enquanto espécie e assim...

.. Mas tenho razão, não tenho?

publicado por S às 01:49
link do post | favorito
De M a 27 de Julho de 2006 às 19:41
Começa outra vez do princípio, está bem? Ou começo eu? A ler, claro. :-)
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.