origem

Mail me

blogseve@gmail.com

Posts Recentes

Ossian

E por vezes

Liberdade?

Conselhos para todas as f...

Pois...

La femme comme il faut

Da divindade

Dos dias

My Panama Papers

Do vazio

Blogs especiais

Arquivo

Junho 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2015

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Detector de movimentos

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
Sexta-feira, 31 de Agosto de 2012

Da mesma matéria que os sonhos

Se eu tivesse nascido em 1870 (coisa que me agradaria, sem dúvida, porque continuo a achar que nasci no dia certo do mês certo do ano e século errados), teria ido até ao fim do mundo atrás desta mulher, para aprender e trabalhar com ela.

publicado por S às 13:16
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 29 de Agosto de 2012

Sobre limites

As marcas podem nunca ser apagadas.
Mas há uma forma de as atenuar.
Para tudo o que existe, há um oposto. E os opostos das coisas validam
e simultaneamente anulam-nas.

Por mais paradoxal que pareça.

A única forma de atenuar uma marca, é criar um marco.
publicado por S às 12:19
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 27 de Agosto de 2012

Talvez

"Não conheço ninguém que tenha tão em vão tentado, como tão em vão eu
tentei, enganar a loucura. Se tivesse conhecido, talvez ela não fosse
capaz de me descobrir. Mas ainda que descobrisse, eu não estaria só,
como tão só fui descoberta. E teria feito toda a diferença. A solidão
é pior que a loucura."
publicado por S às 17:28
link do post | comentar | favorito
Domingo, 26 de Agosto de 2012

Liberdade

Os olhos azuis do meu pai, ficavam cinzentos quando ele se zangava.

Como um dia de tempestade.

Um dia, o azul tornou-se frio. Já não ficam cinzentos, só azuis. De um azul frio.

 

Os olhos castanhos da minha mãe não mudavam de côr quando ela se zangava.

Eram um constante convite ao colo, ainda que algumas vezes negado.

Um dia, o castanho tornou-se vazio. E o colo foi-me negado para sempre.

 

Contenho em mim o instinto e a resiliência de uma escrava e a força e o poder de uma imperatriz.

Sou inúmeras vezes derrubada. Mas inúmeras vezes me levanto.

 

E às vezes, o ímpeto é tão forte, que sinto a força a acumular nas minhas mãos.

 

Sou dona de mim.

E parto à conquista do mundo.

 

Quem não está por mim, que saia da frente.

 

...

 

 

(e isto é demasiado sério para eu fazer agora um trocadilho com o "saia da frente". mas, pronto... li "saia da frente" e ocorreu-me calças de trás)

publicado por S às 11:56
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Sexta-feira, 24 de Agosto de 2012

É para a desgraça

E de repente deu-me uma vontade enorme de escrever sem parar.
E é o que vou fazer. Vou escrever sem parar.

Sem parar.

Pronto.
publicado por S às 18:55
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Era aproveitar agora...

... que este blog está em destaque e o contador enlouqueceu, para
tentar vender alguma coisa.

Mas é sempre a mesma coisa. A não ser felicidade e assim, não me
ocorre pedir mais nada.

Se alguém souber onde se arranja, façam favor.
publicado por S às 12:03
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quarta-feira, 22 de Agosto de 2012

Como é que uma pessoa se organiza, assim?

A vida de cada um de nós está dependente de uma série infindável de
pormenores das vidas de outras pessoas.
publicado por S às 15:48
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 21 de Agosto de 2012

O post que não publiquei ontem porque achei que não valia a pena.

O título era: três dias.


Três é um número ou são três?
publicado por S às 13:26
link do post | comentar | favorito
Domingo, 19 de Agosto de 2012

Da inevitabilidade

Mais cedo ou mais tarde, acontecem coisas.
publicado por S às 12:00
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 16 de Agosto de 2012

Mas é só às vezes

(às vezes, sinto-me uma macaca dentro de uma jaula)

(em dias piores, é como um hamster num laboratório)
publicado por S às 17:19
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito