origem

Mail me

blogseve@gmail.com

Posts Recentes

Ossian

E por vezes

Liberdade?

Conselhos para todas as f...

Pois...

La femme comme il faut

Da divindade

Dos dias

My Panama Papers

Do vazio

Blogs especiais

Arquivo

Junho 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2015

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Detector de movimentos

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
Segunda-feira, 21 de Novembro de 2005

No meio das cócegas...



É tão bom, chegar a casa e voltar a ser mãe.

E ouvir "Tenho fome de ti", dito por quem nem sabe bem, ainda, o que diz.

É tão bom, abraçar pedaços de mim e apertá-los contra o peito.

É tão bom, meu Deus...
publicado por S às 20:00
link do post | comentar | favorito
17 comentários:
De Anónimo a 22 de Novembro de 2005 às 10:42
;) E é bom sabê-lo, M.. Nunca tinha pensado nisso, mas quando era pequenina (ainda mais), tinha os cabelos da côr do ouro, sim, como alguém dizia. Aquilo é fogo liquido. Seja lá isso o que fôr... :) sofia
</a>
(mailto:blogsofia@sapo.pt)
De Anónimo a 22 de Novembro de 2005 às 10:36
Tenho, sim, Cusquinha. Duas :) É o que sentes? Óptimo! Vais ter uma surpresa, como eu tive. Vais descobrir que há mais, para além do máximo. :)sofia
</a>
(mailto:blogsofia@sapo.pt)
De Anónimo a 22 de Novembro de 2005 às 09:56
Olha, lá em cima, são os teus caracóis? Cortaste-os para enfeitar o teu blog? És ruiva? ;-)M
(http://www.fotoescrita.blogspot.com)
(mailto:mmrg@clix.pt)
De Anónimo a 22 de Novembro de 2005 às 09:54
Se é bom, Sofia! :-)M
(http://www.fotoescrita.blogspot.com)
(mailto:mmrg@clix.pt)
De Anónimo a 22 de Novembro de 2005 às 02:12
Eu confesso, não tenho filhos mas isto «"É tão bom, abraçar pedaços de mim e apertá-los contra o peito"» é o que sinto com os meus amigos :)A outra
(http://pipokinhacomsal.blogs.sapo.pt)
(mailto:amoraselvagem@sapo.pt)
De Anónimo a 22 de Novembro de 2005 às 02:10
Ora, vamos lá a ver: UAU! Pasmei com a imagem nova! tá nice!; agora a parte importante: como raio posso comentar... errr, cuscar em condições se entro aqui e fico confusa?! hum? adorei o post, mas afinal tens filhotAs ou não?; recadinho pró ratinho: mas tu ganhaste o gosto ao dedo pra desmascarar a dureza das mulheres é?! vê lá! que mania! nós somos duronas sim! firmes! aqui não há 'pêndulos' (quer dizer, há um mas esse é duro) lamechas! ... ... ... pronto, se calhar fui muito dura... exagerei. se calhar. mas só por causa das coisas, desculpa se ficaste a chorar.; remate final: isto NÃO é um comentário. nem nada que se pareça. ou assemelhe. e por aí fora. tenho dito! (porque EU, sou durona tá!?!)A cusquinha
(http://pipokinhacomsal.blogs.sapo.pt)
(mailto:amoraselvagem@sapo.pt)
De Anónimo a 22 de Novembro de 2005 às 00:32
É que eu adoro irritar-te e obrigo-me a escrever coisas destas. A escrever, não. A inventar. :)sofia
</a>
(mailto:blogsofia@sapo.pt)
De Anónimo a 22 de Novembro de 2005 às 00:26
E blog se vê, e tigres assassinos, e eu sou muito durona e depois é uma lamechice destas... :o) Tava a aver que nunca mais voltavas a escrever estes posts irritantemente ternurentos. Não que eu goste, é mesmo só para dizer mal deles. :oDCalvin
(http://ummundomagico2.blogs.sapo.pt)
(mailto:o.calvin@sapo.pt)
De Anónimo a 21 de Novembro de 2005 às 23:55
:)Quando fores pai, Pêndulo, vais descobrir que a expressão "abraçar pedaços de mim", só tem uma interpretação possível. E está muito longe de ser essa... :)sofia
</a>
(mailto:blogsofia@sapo.pt)
De Anónimo a 21 de Novembro de 2005 às 23:31
Estou mais morto que vivo e vou dormir. Abraçar pedaços de mim lembra leprosos com bocados a cair e eles a apanhá-los e a segurá-los contra o peito. Até que os bracinhos também caem eh eh eh. Acho que preciso mesmo de dormir....Pêndulo
</a>
(mailto:fin.deckard@gmail.com)

Comentar post