origem

Mail me

blogseve@gmail.com

Posts Recentes

Ossian

E por vezes

Liberdade?

Conselhos para todas as f...

Pois...

La femme comme il faut

Da divindade

Dos dias

My Panama Papers

Do vazio

Blogs especiais

Arquivo

Junho 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2015

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Detector de movimentos

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
Terça-feira, 1 de Abril de 2008

Juro que não sei o que foi isto

E há uma vozinha que me diz

 

- Está na hora, está hora!

 

 

E diz baixinho, como se de um segredo se tratasse....

 

...

 

 

Conclusão: ou estou a ficar esquizofrénica, ou... não.

 

Mas juro que não sei o que foi isto.

Acabou de acontecer e não percebi muito bem.

 

Acho que sou eu a querer começar a escrever um livro.

E a avaliar pela amostra, ou vai ser de terror, ou infantil.

 

O que eu tenho de me aturar...

publicado por S às 23:56
link do post | comentar | favorito
10 comentários:
De Mikael a 2 de Abril de 2008 às 01:01
Poderá ser sempre de terror infantil... :P
Serei o único que acha normal essa vozinha? :P
De S a 5 de Abril de 2008 às 22:30
De terrores infantis ainda concebo que pudesse ser...
Fui pródiga nesse campo. :)
A imaginação não tem só o lado bom. Como tudo, de resto... :)
De Carmen a 2 de Abril de 2008 às 15:39
Será que aqui os teus leitores assiduos poderão ter livre acesso à tal amostra??? Chegas com conversas estranhas e tal, suscitar cá a curiosidade "infinatamente tão curiosa" da malta que adora ler as maluquices que vais escrevendo... maluquices ponto e virgula... maluquices "ora sábias ora sensiveis ora pertinentes ora satiricas etc etc... quiz esclarecer para que não te ofendas mas perdi-me nas explicações...

Tanto palavreado para conseguir que me deixes ler a amostra...

Vá lá, publica-a aqui... que a malta dá uma opinião sincera... mas alto lá, olha se a tal vozinha for mesmo esquizofrenia, aviso-te já que eu não consigo mentir; pois sou assim... defeito de fabrico!!

Beijoca
De S a 5 de Abril de 2008 às 22:34
Poderão, concerteza. Então não poderiam porquê?!... :))

...

Qual amostra?? :)
Achas mesmo que eu algum dia conseguiria escrever um livro? Tipo, do princípio ao fim e minimamente coerente e isso tudo?
Na... sou só eu, Carmen. Não chego a tanto. :)
De Hello! a 2 de Abril de 2008 às 19:21
Alto! :-) ...vem ai a "Verdade Suprema"!
De S a 5 de Abril de 2008 às 22:36
:)
Que exagero!
Nada disso, meu caro!
De mim, poderia eventualmente sair uma coisa completamente diferente!

Do género... "A suprema verdade". :)
De Dr. J a 2 de Abril de 2008 às 19:54
A vozinha quer dizer o que a vozinha quer dizer.......basta ouvi-la
De S a 5 de Abril de 2008 às 22:38
O problema não está no que ela quer dizer.
Está no que eu deverei fazer em relação ao que ela me diz.
De on a 3 de Abril de 2008 às 18:55
A vozinha já tem copyright.
Avozinha ainda não.
De S a 5 de Abril de 2008 às 22:39
:)
Whatever.
Eu sei é que tenho saudades das discussões no teu blog.

Comentar post