origem

Mail me

blogseve@gmail.com

Posts Recentes

Ossian

E por vezes

Liberdade?

Conselhos para todas as f...

Pois...

La femme comme il faut

Da divindade

Dos dias

My Panama Papers

Do vazio

Blogs especiais

Arquivo

Junho 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2015

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Detector de movimentos

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
Quinta-feira, 29 de Novembro de 2007

Projecção Universal

Tenho outra teoria.

 

Mas esta é das grandes, preparem-se.

 

Preparados?

 

 

Então, vou começar:

 

 

Quando olhamos para o céu e vemos a nossa vizinha Galáxia Andrómeda, estamos a vê-la como era há 2.5 milhões de anos.

 

Da mesma forma, se Andrómeda olhar para a Via Láctea, vê-la-á como era há 2.5 milhões de anos.

 

Ou seja, ainda faltavam uns aninhos para eu nascer. Ou seja, em nenhuma estrela de Andrómeda se sabe que eu existo. Ou seja, é indecente. Eu diria mesmo, um verdadeiro ultraje. 

 

Acho muito mal. Mas como hoje até estou bem disposta, não vou reclamar.

 

Por outro lado, em coisas (planetas e estrelas e assim) que estejam a 33 anos-luz de nós estará, eventualmente, a ser observado um planeta renovado, com uma luz diferente, mais brilhante do que nunca. (33. a minha idade. perceberam?)

 

O que significa que, se o Universo é infinito, todos nós existimos para sempre.

 

Há-de sempre existir um lugar de onde, olhando para o céu na nossa direcção, será visto um planeta onde cada um de nós ainda existe.

 

Não é fascinante?

publicado por S às 13:57
link do post | comentar | favorito
10 comentários:
De lyra a 30 de Novembro de 2007 às 00:48
é!
De S a 30 de Novembro de 2007 às 10:12
És mesmo tu?
Diz-me que és mesmo tu.
De lyra a 1 de Dezembro de 2007 às 01:52
tu não sabes, mas tenho andado sempre por aqui.

...sou mesmo eu sofia.
De S a 1 de Dezembro de 2007 às 13:14
E estás bem, meu amor?
De Hello! a 30 de Novembro de 2007 às 10:37
....teorias Zen! .... esse despertador nunca mais toca? :-)
De S a 30 de Novembro de 2007 às 16:11
:)

Não pára de tocar. Esse é o problema!
Estou demasiado desperta. :)
De Hello! a 4 de Dezembro de 2007 às 10:40
...e onde está o ON/OFF?? :-)
De S a 4 de Dezembro de 2007 às 13:24

... fugiu :))

De Alexandre Pierson a 16 de Dezembro de 2007 às 18:09
Pois sim, tudo impecável, gostei.

Só há uma pequena falha...

é o universo não ser infinito. (acho eu...)


É pena
De S a 17 de Dezembro de 2007 às 15:02
Não é?!
Como não é?!

Só porque contraria alguma lei, ou há mais alguma coisa que nos obrigue a concluir isso?

Comentar post