origem

Mail me

blogseve@gmail.com

Posts Recentes

Ossian

E por vezes

Liberdade?

Conselhos para todas as f...

Pois...

La femme comme il faut

Da divindade

Dos dias

My Panama Papers

Do vazio

Blogs especiais

Arquivo

Junho 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2015

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Detector de movimentos

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
Sábado, 17 de Novembro de 2007

De graus

 Para quem não sabe (e porque eu sei e sempre soube):

 

As queimaduras podem ser de três graus:

 

Primeiro grau: queimadura superficial, atingindo apenas a primeira camada da pele.

Segundo grau: queimadura mais profunda, com exposição de raízes nervosas atingidas.

Terceiro grau: queimadura muito profunda, que atinge músculos e ossos.

 

 

Os encontros também:

 

Primeiro grau:  avistamento de uma nave alienígena.

Segundo grau: observação da nave e da tripulação.

Terceiro grau: interacção com a nave e a tripulação.

 

 

Agora uma sugestão (e porque é divertidíssimo):

 

Tentem convencer alguém do contrário, invertendo as designações de cada grau.

Mas façam-no com convicção. Discutam, mesmo. Defendam o vosso ponto de vista com determinação. Envolvam-se num confronto físico, mas tentem não utilizar objectos cortantes.

 

 

 

No final, têm duas opções (têm mais, mas eu só aconselho estas):

 

- Digam que estavam a brincar e preparem-se para outra discussão.

 

- Deixem que o outro pense que acabaram de aprender uma coisa que não sabiam (principalmente, se na parte do confronto físico utilizaram objectos cortantes e o vosso interlocutor já está na fase de ver a luz no túnel).

 

 

Porque a vida é isto.

Um perfeito disparate.

Ajamos em conformidade com este facto.

 

publicado por S às 16:56
link do post | comentar | favorito
19 comentários:
De on a 18 de Novembro de 2007 às 10:20
de GRAU,
dE bRUÇOS,
dE COSTAS.
A VIDA É UM PERFEITO DISPARATE?

aINDA NÃO TINHA REPARADO.
qUE TIPO DE CONFRONTO FÍSICO?

vALIUM,
cOGUMELOS?
yOGURTES DANONE?

qUANDO CONDUZIR, NÃO BEBA!

K7ACF9A
YRCMEZ
Não tem Blog nos novos Blogs do SAPO
on
Não tem Blog nos novos Blogs do SAPO
Preencha o campo anti-spam de acordo com a figura.
qw9wv7g
daprosa.blogspot.com
Faltam 3943 caracteres
vhzdbnn
Faltam 3912 caracteres
De S a 18 de Novembro de 2007 às 15:02
É isso mesmo!! :))
Lindo!


Que tipo de...?!!!
Mas quantos tipos de confronto físico existem??...
O que é que eu ando a perder?
De on a 18 de Novembro de 2007 às 18:14
pelos menos uns setenta, segundo ouvi dizer.
De S a 18 de Novembro de 2007 às 18:16
E isso dividido em três graus, dá quantos a cada um?
De on a 19 de Novembro de 2007 às 08:51
Três graus não chega.
Depois ainda há uns degraus escorregadios.
Umas curvas, umas reentrancias.
Uns mistérios e inibições.
Muitas infracções.
O politicamente correcto.
Sei lá, faz as contas.
De on a 19 de Novembro de 2007 às 08:53
E convèm não esquecer os objectos cortantes.
De S a 19 de Novembro de 2007 às 09:34
Os objectos cortantes não cortam, pois não?
De on a 19 de Novembro de 2007 às 18:12
Tu é que sabes que objectos cortantes é que NÃO queres utilizar. Quais são?

Este texto não temnada a ver com a racionalidade ou o consciente. O inconsciente não conhece a negação.

Como tal:..

PS: ainda me deves uma resma de comentários.
De S a 19 de Novembro de 2007 às 18:32
Quais serão?...
Eu acho que nenhum corta, portanto... fica difícil escolher. :)

O inconsciente conhece a negação, porquanto funciona, básicamente, de acordo com o princípio do prazer. Tudo o que represente desprazer é negado. :)

Devo?! Longe de mim estar em dívida com alguém!!
Então e devo comentar o quê?
De on a 19 de Novembro de 2007 às 19:10
Sofia said...

Giro é o link! :)
(Que querido! Quanto devo?) :)

Segunda-feira, 20 Agosto, 2007
on said...

Só se aceitam pagamentos em comentários interessantes.

Terça-feira, 21 Agosto, 2007
Sofia said...

3 milhões

---------------------------------------------------------

Dizer "não faças isso" não se distingue para o inconsciente de "faz isso".

---------------------------------------------------------
De S a 19 de Novembro de 2007 às 19:21
Os 3 milhões de comentários estão contidos na parte que diz "3 milhões"!! Estão lá. Todinhos. :)
De Hello a 18 de Novembro de 2007 às 17:24
...and the winner is....: yes, always the mighty one!... e qualquer desculpa de "eu sabia e tal e estava a brincar" é puramente (e agora em portugues portugues... e não portugues de paginas amarelas...;-)), ressalvo, puramente tanga!
De S a 18 de Novembro de 2007 às 18:13
:))
NÃO É NADA TANGA!!!
EU S-A-B-I-A! OK?

M-E-S-M-O!
E não quero saber se acreditam em mim, ou não.
Eu sou a personificação do ZEN! OK?
Z-E-N?
THAT´S ME!!

E vivam os objectos cortantes!
De Hello a 19 de Novembro de 2007 às 09:58
N-ã-o s-ab-i-a! ..a modéstia é um dom... ninguem ficará a saber que afinal não sabia... mas o melhor é que agora já sabe! ...por isso ninguem poderá provar que afinal não sabia porque agora já sabe!.. lucky one!...
De S a 19 de Novembro de 2007 às 10:23
Dom, vai ser quando eu puder provar-lhe, ainda que utilizando objectos cortantes e outros, que
J-Á S-A-B-I-A.

Vai querer ficar a saber que eu já sabia? Não, pois não?

Então, considere-se provado que eu já sabia e não se fala mais nisso.
De Hello! a 19 de Novembro de 2007 às 11:08
...teimosia e obstinação... não sabia! ...mas eu vou dizer que sim, apesar de não estar minimamente convencido! ...mas sim, claro que sabia! ...olha logo quem, que sabe tudo e de tudo!;-) ... como alguem dizia.. "nunca me engano e raramente tenho duvidas!" :-)
De S a 19 de Novembro de 2007 às 13:24
Acho bem que conclua dessa forma.
Revela um extremo bom senso e uma capacidade de compreensão extraordinária.

Eu sei que é difícil conceber a existência de um ser como eu e compreendo e dou o devido desconto à sua hesitação inicial. Porque além de saber mesmo tudo, também sou muito compreensiva e tolerante.

No fundo, sou um ser excepcional. É uma cruz que carrego, que hei-de eu fazer?...

:)
De Hello! a 20 de Novembro de 2007 às 10:08
...tal discurso fez-me lembar de uma figura conhecida da BD... Lucy Van Pelt works hard at being bossy, crabby and selfish. She is loud and yells a lot. Her smiles and motives are rarely pure. She's a know-it-all who dispenses advice whether you want it or not--and for Charlie Brown, there's a charge. She's a fussbudget, in the true sense of the word. She's a real grouch, with only one or two soft spots, and both of them may be Schroeder, who prefers Beethoven. As she sees it, hers is the only way. The absence of logic in her arguments holds a kind of shining lunacy. When it comes to compliments, Lucy only likes receiving them. If she's paying one--or even smiling--she's probably up to something devious.
....perfeito!! :-)
De S a 20 de Novembro de 2007 às 13:15
:)

Tal e qual!!

...

Mi aguardji (ler com sotaque brasileiro. não é por nada, mas tenho a leve sensação que se não disser como se deve ler, vai ficar três horas a tentar perceber)... :)

Comentar post